Por favor aguarde...
Autenticado-o automaticamente no Terrachat com as suas credenciais do Facebook
Follow us on Twitter
Erro
  • Kunena O forum encontra-se em manutenção
  • Kunena O forum encontra-se em manutenção
  • Kunena O forum encontra-se em manutenção
  • Kunena O forum encontra-se em manutenção
  • Kunena O forum encontra-se em manutenção
Bem-vindo, Visitante

Vacina experimental contra HIV controla temporariamente replicação do vírus
(0 a ver) 

  • Página:
  • 1

Vacina experimental contra HIV controla temporariamente replicação do vírus

Partilhar no Facebook
Comentar no Facebook

Vacina experimental contra HIV controla temporariamente replicação do vírus 06 Jan 2013 14:36 #5499

  • teia
  • OFFLINE
  • Nivel 2
  • Mensagens: 32
  • Karma: 2
Investigadores do Hospital Clínico de Barcelona publicam estudo na «Science Translational Medicine»
2013-01-03

A equipa de investigadores do Serviço de Doenças Infecciosas e Sida do Hospital Clínico de Barcelona apresentou ontem resultados encorajadores do estudo realizado com uma vacina terapêutica contra o HIV (vírus da imunodeficiência humana).
Os testes foram realizados em 36 pacientes que estavam a seguir a terapia anti-retroviral. Em 95 por cento dos casos, houve uma redução significativa (mais de três vezes) de carga viral. Estes efeitos positivos começam a diminuir após 12 semanas, para desaparecerem completamente ao fim de um ano de aplicação. Os resultados estão publicados na «Science Translational Medicine».
“A vacina não cura os pacientes. O vírus torna-se resistente aos anti-retrovirais passado algum tempo e o que nós queremos é uma cura funcional”, explica Felipe García, co-autor do estudo. O objectivo dos investigadores é aperfeiçoar uma vacina que seja capaz de controlar indefinidamente a replicação do vírus. Seria uma alternativa viável aos cocktails anti-retrovirais de elevado custo.
Para criarem a vacina, os investigadores utilizaram as células dendríticas das pessoas infectadas e contaminaram-nas com parte do vírus do próprio paciente desactivadas em laboratório. Estas células foram depois reincorporadas no corpo do paciente; chegando aos gânglios linfáticos, alertaram o sistema imunitário da existência do HIV, sendo desencadeada uma resposta imunitária.
Para já, esta vacina não vai substituir os tratamentos existentes, visto que depois do efeito inicial o vírus volta a atingir os mesmos níveis. “Esta vacina não é um produto comercializável. Apesar de ser cientificamente importante, terá de ser complementada e optimizada antes de ser comercializada”, explicou Josep Maria Gatell, que dirige a equipa de investigadores, acrescentando que só é aceitável uma vacina que torne a carga retroviral indectável.
Esta descoberta abre caminho a estudos complementares. A cura procurada não tem de ser necessariamente a erradicação total do vírus, mas sim um controlo efectivo da sua replicação durante longos períodos ou por toda a vida, sem necessidade de se recorrer a outros tratamentos.
Artigo: A Dendritic Cell–Based Vaccine Elicits T Cell Responses Associated with Control of HIV-1 Replication
Comentar no Facebook
Os seguintes utilizadores agradeceram: zeka47

Re:

  • Terraflirt
  • ONLINE
  • Robot
  • Mensagens: 1000
  • Karma: 94567

 

 


  
 
 

 


  • Página:
  • 1
Tempo para criar página: 0.19 segundos